Home > Artistas > Pepeu Gomes

Pepeu Gomes


Pepeu Gomes começou a tocar profissionalmente ainda menino, acompanhou Gilberto Gil e Caetano Veloso no lendário show de despedida pré-exilio Londrino, em Julho de 1969.

Em 1978, iniciou sua carreira solo, logo consolidando no Brasil e no exterior.

Com 40 anos de carreira e 37 discos, Pepeu já se apresentou seis vezes no Festival de Montreux, tocou em quatro edições do Rock in Rio no Brasil e já está confirmado para a quinta, que acontecerá no Rio de Janeiro em setembro de 2013.

A música "Alma", gravada por Zélia Duncan, de autoria de Pepeu e Arnaldo Antunes, foi indicada ao Grammy Latino em 2002, como melhor canção de Língua Portuguesa.

Pepeu é um alquimista de sons a serviço da moderna música mundial. Considerado pela revista americana "Guitar World", um dos 10 melhores guitarristas do mundo, na categoria "World Music", o compositor arranjador musico e produtor está em evidência no Brasil e com o seu DVD, De Espírito em Paz, lançado pela Globo - Som Livre.

Pepeu toca cavaquinho; o instrumento que representa o choro Brasileiro tem a sua vez no espetáculo em um pot-pourri de chorinhos com as canções: Lamento; Noites Cariocas; Assanhado; Delicado; Além do Céu, Aquarela do Brasil e Brasileirinho, onde o instrumentista mostra um pouco de suas influências musicais brasileiras, que vêm de: Jacob do bandolim, Waldir Azevedo, Pixinguinha, Ary Barroso, João Gilberto e Assis Valente, mestres da música instrumental do Brasil.

O merengue, a salsa e os violões flamencos estão presentes nos espetáculos que o artista apresenta no Brasil e no exterior.

A música Latina está presente nas apresentações, onde o artista mostra com uma levada percussiva moderna, que conta com o cajón e o batá.

Essa mistura de influências de Pepeu foi revelada no grupo Novos Baianos, formado em 1969, que acabou virando um movimento, onde Pepeu Gomes foi o seu eixo instrumental principal. Sempre pautado na base cultural brasileira, mas com toda uma preocupação de ter um som com elementos universais, a banda lançou dez trabalhos que viraram marcos no contexto da MPB e até do rock brasileiro dos anos 70.

O álbum Acabou Chorare foi considerado pela revista brasileira Rolling Stone, pelos críticos e jornalistas brasileiros como o melhor disco do século já gravado no Brasil.
Discografia

Carreira solo:

1978 - Geração do som (CBS)
1979 - Na terra a mais de mil (Elektra/WEA)
1980 - Ao vivo em Montreux (Elektra/WEA)
1981 - Pepeu Gomes (WEA)
1982 - Um raio laser (WEA)
1983 - Masculino e feminino (CBS)
1985 - Energia positiva (CBS)
1988 - Pepeu Gomes (WEA)
1989 - On the Road (WEA)
1990 - Moraes e Pepeu (WEA)
1990 - Moraes e Pepeu - Ao Vivo no Japão (WEA)
1993 - Pepeu Gomes (Warner Music)
1998 - Pepeu Gomes - 20 anos discografia instrumental (Natasha)
1999 - Meu coração (Trama)
2004 - De Espirito em Paz - Ao Vivo (Som Livre)
2011 - Eu não procuro o som" (Warner Music)

Como integrante do grupo Novos Baianos:

1970 – É Ferro na Boneca (RGE)
1972 – Acabou Chorare (Som Livre)
1973 – Novos Baianos F.C. (Continental)
1974 – Novos Baianos (Continental)
1974 – Vamos pro Mundo (Som Livre)
1976 – Caia na Estrada e Perigas Ver (Tapecar)
1977 – Praga de Baiano (Tapecar)
1978 – Farol da Barra (CBS)
1997 – Infinito Circular (Globo/Polydor)

Participações:

1971 - Barra 69 - Caetano Veloso e Gilberto Gil
1971 - Fa-tal: Gal a todo Vapor - Gal Costa
1978 - O que vier eu traço - Baby Consuelo
1978 - Ao Vivo Em Montreux - Gilberto Gil
1978 - Cauim - Ednardo
1978 - Feitiço - Ney Matogrosso
1978 - Mata Virgem - Raul Seixas
1979 - Pra enlouquecer - Baby Consuelo
1979 - Seu Tipo - Ney Matogrosso
1979 - A Peleja do Diabo com o Dono do Céu (faixa: "Jardim das Acácias") - Zé Ramalho
1980 - Ao Vivo Em Montreux - Baby Consuelo
1981 - Canceriana Telúrica - Baby Consuelo
1982 - Cósmica - Baby Consuelo
1984 - Kryshna Baby - Baby Consuelo
1985 - Sem pecado e sem juízo - Baby Consuelo
1995 - Morena - Simone Moreno
1996 - Feijão com Arroz - Daniela Mercury
1997 - 50 Carnavais - Moraes Moreira
1997 - Baioque - Elba Ramalho
2005 - Óleo Sobre Tela - Mú Carvalho